sábado, 30 de abril de 2011

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Os Arcanjos foram aos Altares rezar

Esta semana dá inicio à festa de Louvor ao Divino Espírito Santo na nossa ilha, conforme foi "sorteado"o ano passado as coroas e bandeiras que representam o Espírito Santo vão a casa dos 8 imperadores que tem o privilégio de as receber em casa, assim como a VARA vai a casa dos 2 mordomos que farão a sua festa nas ultimas duas semanas dedicadas à Santíssima Trindade (dois bodos).

Como grupo decidimos, à uns anos, que com a devida permissão dos imperadores e mordomos ir a casa dessas pessoas animar com elas uma noite o terço - desde a primeira vez que isto aconteceu fomos SEMPRE bem recebidos e esta ideia agradou a todos. E como tal, este ano vamos prosseguindo nesta actividade e vamos rezando com os demais o terço - forma de demonstrar também a nossa dedicação a Maria.

Quando a convite, vamos ao terço a casa de pessoas exteriores à nossa comunidade, como foi o caso de ontem, que recebemos um convite de um casal dos Altares para irmos lá animar um terço.

Por vezes é complicado por uma questão de tempo conseguirmos corresponder positivamente a estes convites, mas o grupo gosta muito desta actividade e trabalha sempre no sentido de conseguir ir a todos os convites que recebe.

E assim fomos, munidos com o nosso terço, a nossa , as nossas orações, as nossas violas, vozes e cantos passar uns belos momentos na companhia do Espírito Santo.

Abaixo ficam algumas fotos captadas durante a nossa estadia lá.











Na consciência de que devemos rezar, rezar todos os dias, o grupo sente que esta actividade deve ser constante de ano para ano e que deve "convidar-se" a ir a casa destas pessoas, é importante a oração dentro do grupo e além de permanecer na igreja é importante também as actividades exteriores a esta. Levar um pouco do que é Ser Arcanjo a estas pessoas e envolvê-las nesta magia de rezar um terço diferente.

domingo, 24 de abril de 2011

Páscoa!


Evangelho segundo São João

"E no primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do sepulcro.
Correu, pois, e foi a Simão Pedro, e ao outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: Levaram o Senhor do sepulcro, e não sei onde o puseram. Então Pedro saiu com João, e foram ao sepulcro.
E os dois corriam juntos, mas João correu mais apressadamente do que Pedro, e chegou primeiro ao sepulcro. E, abaixando-se, viu no chão os lençóis; todavia não entrou. Chegou, pois, Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro, e viu no chão os lençóis, E que o lenço, que tinha estado sobre a sua
cabeça, não estava com os lençóis, mas enrolado num lugar à parte. Então entrou também João, que chegara primeiro ao sepulcro, e viu, e creu.
Porque ainda não sabiam a Escritura, que era necessário que ressuscitasse dentre os mortos. Tornaram, pois, os discípulos para casa."

sábado, 23 de abril de 2011

Sexta-feira Santa

Ontem foi Sexta-feira Santa, este ano diferente pois não houve a habitual representação teatral da Paixão do Senhor, que leva centenas de pessoas e grupos a participar nesta celebração. Apesar de não ter havido teatro, estivemos presentes como grupo na celebração que antecedeu a procissão. Pois esta semana é a mais importante da história da Igreja e não poderíamos faltar. Na procissão do Senhor Morto levamos o andor de Nossa Senhora


E no final do dia tivemos um jantar que se tornou, de alguma forma, habitual entre nós neste dia :)


Todos os momentos desta semana são importantes, mas aqueles que passamos juntos, são os melhores! É incrível perceber como nos apoiamos e como estamos presentes quando exigem de nós. Cada um dá o melhor de si para que este grupo, apesar de algum desânimo e dificuldade, mantenha-se fiel ao que é. Ontem houveram algumas frases que marcaram, uma foi o facto deste grupo ter sido pioneiro em algumas actividades e por já termos passado por tanta, mas tanta coisa que ser Arcanjo acabou por tocar cada um que pelo grupo passou. Façam o que fizerem a nosso favor ou contra nós, temos a certeza que SER dos Arcanjos, viver experiências, trabalhar e crescer com os Arcanjos é algo que ninguém nos tira.

Ultimo sobre a Vigília

Vigília Dia Mundial da Juventude - Vila das Lajes 2011


"Onde dois ou três estiverem reunidos em Meu nome, Eu estou no meio deles."

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Momentos Vigilia DMJ

Estas são apenas algumas musicas e alguns dos momentos das centenas de fotos que se tirou naquela noite e nos dias que antecederam à Vigília.


Foram momentos únicos, especiais e que certamente levaremos algum tempo a esquecer.

Como Quarta era falado na reunião, devemos recordar-nos somente das melhores coisas e das melhores partes. Esta actividade serviu para ficarmos a conhecermo-nos e ficarmos a perceber a forma de trabalhar de cada um. Por vezes não é fácil, mas é importante conseguimos respirar fundo, dar um passo atrás, dar o lugar a alguém, não ficar à espera que nos digam o que fazer e lançarmo-nos ao trabalho, é importante tentarmos a todo o custo fazer as coisas chegarem a bom porto. Pois assim o grupo manteve-se unido. Como Quarta também falamos do facto de sermos um grupo muito terra-a-terra e, era dito por alguém, que nós sempre fomos assim, desde o inicio do grupo, o grupo gosta é de actividades com bastante trabalho manual, gostamos de começar do nada e criar. Se bem que é preciso por todos os talentos em prática e cada pessoa tem os seu próprio talento. Esta Vigília foi, por assim dizer, uma combinação de vários talentos.

E o resultado final cabe a cada participante avaliar, mas nós achamos o balanço positivo e sentimo-nos entusiastas a repetir uma actividade deste género.

Ensaios das Peças da Vigilia :)

Uma vez que a Vigília já teve lugar e estes teatros já foram apresentados à comunidade e aos demais jovens da ilha, ficam aqui uns filmes do ensaio das peças para a noite da Vigília do Dia Mundial da Juventude :)

Lava pés

Ontem, às 20h tivemos a celebração do Lava Pés animada por nós, assim como Jesus fez aos seus discipulos, O Sr. Padre António repetiu o gesto em 12 jovens da nossa comunidade.
De seguida teve lugar o Lausperene das 21 horas às 24 horas, a nós, Arcanjos, calhou-nos das 23 horas às 24 horas. Onde centramos a nossa concentração e energia em pedir por aqueles que não amam, não creem e não adoram Jesus, como na oração que o Anjo ensinou aos pastorinhos numa das aparições. A musica que marcou-nosa noite foi: "Estou aqui"



Estou aqui
Pra ser amado e te amar
Te olhar nos olhos e deixar-me apaixonar
Diante de ti
Pra me render ao teu amor
E confessar minhas fraquezas, sou pecador!
Também estou aqui
Pra pedir perdão
Pelas almas que ainda não buscam teu coração

Te amar por quem não te ama
Te adorar por quem não te adora
Esperar por quem não espera em ti
E pelos que não crêem, eu estou aqui

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Trabalho de Reunião - Semana Santa

Ontem na nossa reunião semanal, fizemos um exercicio curioso: Teriamos de anotar o nome daquelas pessoas que associamos à Crucificação de Jesus e anotar também algum pormenor sobre essa pessoa. Foi curioso como surgiram vários nomes. Abaixo fica a lista das pessoas que associamos a este tempo doloroso da morte do nosso Senhor:São Pedro, era o apostolo mais velho, que não quer que Jesus lhe lave os pés, é o apostolo que acaba por negar Jesus 3 vezes;

São João, era o mais novo dos apóstolos, mais inseguro, era o que Jesus gostava mais, acompanha-O até à Sua crucificação e dá-lhe Maria como mãe;

Judas, era o apostolo que vende Jesus por 30 moedas, o traidor;

São Tomé, só acredita na Ressurreição de Jesus se o vir e lhe tocar com as suas mãos;

O Anjo, que conforta Jesus quando este está no monte das oliveiras;

Maria, a mãe de Jesus, Maria segue-O sempre, na sua postura de dor, Maria não é histérica, sofre em silêncio e nunca larga o filho;

Maria Madalena, a arrependida, que entrega a sua vida a Jesus e segue-O também até à morte;

Simão de Cirene, homem comum obrigado a ajudar Jesus a carregar a cruz;

Bom e mau ladrão, até ao ultimo momento é possível nos arrependermos e recebermos a salvação ou nos condenarmos;

Pilatos, governador romano, fica num impasse pois não quer condenar Jesus, mas como governador tem que manter a sua austeridade

Mulher de Pilatos, implora que o marido salve "Aquele Homem", que Jesus é inocente;

Caifás, sumo-sacedorte que impulsiona a multidão a crucificar Jesus, incentiva todos a que O condenem;

Herodes, rei de Jerusalém, não condena Jesus e manda-O a Poncio Pilatos;

Barrabás, pela altura da Páscoa era libertado um preso, Barrabás é libertado no lugar de Jesus;

Verónica, mulher que faz um gesto simples mas que ajuda Jesus, limpa-Lhe o rosto e dá-Lhe água;

Soldados, exageram da sua posição e escarnecem, magoam e fazem pouco de Jesus;

Centurião Romano, soldado que se apercebe que "Este era realmente o filho de Deus" após a Sua crucificação;

José de Arimateia, homem que cede um túmulo escavado na rocha para colocar o corpo de Jesus;

Cleofas (São Lucas), acredita que Jesus morreu e que acabava tudo ali, mas Jesus aparece-lhe disfarçado e conversa com ele ao longo do caminho e este reconhece-O quando Jesus reparte o pão;

Grupo de mulheres, que seguem Jesus e que choram por Ele, estas mulheres representam o facto de que nem todos condenavam Jesus, mas que estavam em minoria e eram "abafadas" pela multidão que O queria condenar;

Carpinteiro que fez a Cruz, homem comum que nunca sonhou que a cruz seria para crucificar o Salvador, homem que acaba por fazer o trono do nosso Rei, o lugar da Sua glória!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Procissão de Passos

No passado Domingo - Procissão de Passos da nossa Paróquia que coincide com o Dia Mundial da Juventude - o nosso grupo animou esta estação: O Cireneu ajuda Jesus a levar a cruz, da Via-Sacra que existe ao longo da nossa freguesia.
Cantamos "Estrela Polar" com as catequeses do 5º, 6º e 7º anos. E de seguida participamos na procissão :)

Esta sede de te encontrar em mim
De correr p’ra ti, de estar junto de ti
Guias pelos vales o decurso do meu rio
Única razão és Tu. Único sustento Tu
A minha vida existe porque existes Tu.
Refrão:
Tudo gira à Tua volta, em função de Ti,
Não importa quando, onde e o porquê. (x2)
Gira o firmamento sem nunca ter paz
Mas existe um ponto a brilhar p’ra mim
A estrela polar que guia os meus passos.
A estrela polar és Tu. A estrela segura Tu
A minha vida existe porque existes Tu.
Refrão:
Tudo gira à Tua volta, em função de Ti,
Não importa quando, onde e o porquê. (x2)

terça-feira, 19 de abril de 2011

Uma das histórias da Vigilia

Abra o seu coração

A sala estava cheia de convidados, todos curiosos para ver a obra de arte, ainda oculta sob o pano branco.
Falava-se que o quadro era lindo.
As autoridades do local estavam presentes, entre fotógrafos, jornalistas e outros convidados porque o pintor era, de facto, muito famoso.
Na hora marcada, o pano que cobria a pintura foi retirado e houve um caloroso aplauso.
O quadro era realmente impressionante.
Tratava-se de uma figura de Jesus, batendo suavemente na porta de uma casa.
O Cristo parecia vivo. Com o ouvido junto à porta, Ele desejava ouvir se lá dentro se alguém respondia.
Houve discursos e elogios.
Todos admiravam aquela obra de arte perfeita.
Contudo, um observador curioso achou uma falha grave no quadro: a porta não tinha fechadura.
Dirigiu-se ao artista e falou-lhe com interesse:

A porta que o senhor pintou não tem fechadura. Como é que o Visitante poderá abri-la?

É assim mesmo, respondeu o pintor calmamente.
A porta representa o coração humano, que só abre pelo lado de dentro.

Muitas vezes mal interpretado, outras tantas, desprezado, grandemente ignorado pelos homens, Cristo vem tentando entrar em nossa casa íntima há muito tempo.
Conhecedor do caminho que conduz à felicidade suprema, Jesus continua sendo a Visita que permanece do lado de fora dos corações, na tentativa de ouvir se lá dentro alguém responde ao Seu chamado.
Todavia, muitos O chamamos de Mestre mas não permitimos que Ele nos ensine as verdades da vida.

Falar com Deus...

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Semana Santa

Que esta semana seja diferente de todas as outras da nossa vida, que a gente saiba acolher Jesus no nosso coração e que o nosso pensamento se vire para Ele em todos os momentos.

Esta Semana é a mais especial e mais importante que a Igreja vive. Jesus prepara a Sua morte e Ressureição. E vai morrer por mim, por ti, por ele e por ela, Ele morre por TODOS! Vamos participar na celebrações desta semana, não falhes como Seu seguidor.

Sê fiel a Jesus.




A Vigília

Começamos assim, com cânticos, textos, teatros, perguntas e reflexões... Os grupo organizadores...
Acolher Jesus
Jesus se fez presente no meio de nós...
Alguns dos participantes nesta festa...

Uma benção pelo nosso párocoPreces feitas por um representante de cada grupo
Palavras finais pelo padre Alexandre
E muitas mais fotos existem a publicar...
O balanço final que fazemos desta Vigilia é positivo, apesar de alguns contratempos antes, durante e depois da Vigília, consideramos a mesma muito boa. Os grupos convidados, como era de esperar, aderiram com entusiasmo ao que lhes foi proposto e vieram passar connosco esta noite de adoração e louvor a Jesus.

Exaltamos, pedimos perdão, agradecemos, suplicamos e cantamos, cantamos muito!

"Enraizados e Edificados em Cristo, firmes na fé" e firmes na nossa fé nos encontramos neste momento!

Bem haja a todos os que contribuiram directa e indirectamente para que esta noite se torna-se naquilo que realmente foi. E que Jesus derrame sobre nós todos as suas graças para nos tornarmos seguidores convictos da Sua palavra.

Obrigado a todos e ao grupo Os Mensageiros por terem aderido a este projecto connosco.

O Ponto mais alto da noite...


Jesus no meio de nós

Preparar a Vigília

Fazer os ultimos preparativos para a Vigília foram mais ou menos assim:




Fazer as Lembranças

Fazer as lembranças colectivas (para dar a cada grupo de jovens da ilha) foi uma actividade que, inicialmente, envolvia os dois grupos e onde participariam somente os rapazes, mas perto do Sábado ainda havia tanto para fazer que as raparigas chegaram-se também para o trabalho e ajudaram.

Foram serões prolongados pela noite dentro cheios de alegria, conversas, desabafos e muito riso!

E pensando bem o balanço final foi POSITIVO. Mesmo que a madeira se tenha partido, que as máquinas tenham variado, mesmo que tenham aparecido sempre os mesmos, mesmo com dedos cortados, com fome, com sono, o nosso grupo nunca desistiu e tomou empenho e gosto pelo que estava fazendo.

E o resultado final foi especial pois cada lembrança leva um bocadinho de nós consigo, pois foi feita pelas nossas mãos.

Abaixo ficam algumas imagens destes momentos: